Gestão de Salão

Como controlar o estoque do seu salão de beleza

Por  | 

O estoque do salão de beleza é com certeza o ponto mais delicado das operações que envolvem esse tipo de negócio. A aquisição mal feita de produtos, a falta de controle de desperdício e a ausência de repasse dos custos dos produtos vai implicar diretamente no lucro – ou ausência dele.

Lucro = Receita – Despesas

Existem basicamente três tipos de controle de estoque em um salão de beleza:

– Entrada (compra de um produto);
– A saída do produto pelas vendas;
– A saída do produto por meio da utilização pela demanda interna.

Um bom administrador é aquele que tem esses tópicos sob controle e que dificilmente será pego de surpresa por emergências que o coloquem em situação de ter que pagar um preço mais elevado por um produto a fim de fazer com que a rotina de trabalho não seja comprometida.

Controlando o estoque do salão de beleza

Os primeiros passos para que você possa controlar bem o seu estoque são:

1 – Conhecer profundamente os produtos – linhas, tipo, quantidade – existentes;
2 – Disponibilizá-los para uso profissional;
3 – Controlar a quantidade utilizada e sua disponibilidade;
4 – Controlar o fluxo de reposição;
5 – Solicitar a compra de produtos para a renovação;
6 – Receber e armazenar – de forma organizada – os produtos.

Comece a lucrar já no momento da compra

Se tem uma característica comum a todos os grandes empresários é que eles são bons de barganha. Todos sabem conquistar o melhor preço, sempre correm atrás dos valores mais baixos e, portanto, mais interessantes para a receita da sua empresa. Uma compra bem feita (preço, prazo de entrega e condições de pagamento favoráveis) já é meio caminho andado para um negócio lucrativo

Um conhecimento profundo sobre os produtos que entregam os serviços oferecidos, as preferências dos clientes e as tendências da moda são detalhes que devem ser observados para que você saiba qual o momento de efetuar novos pedidos aos seus fornecedores. É preciso cautela para não comprar com muita antecedência, o que pode acarretar na expiração de validade; e nem com atraso, o que vai gerar a falta do produto e impedir que o trabalho seja executado.

Detalhes que precisam ser observados

Algumas informações são fundamentais para que você possa começar a trabalhar com um controle mais detalhado do seu estoque:

– Prazo médio de uso do produto;
– Quantidade consumida por produto;
– Itens com maior saída, seja pela venda ou pelo consumo interno.

Como chegar a esses números e itens? Você pode começar a colocar na sua lista de afazeres rotineiros uma vistoria semanal. Com isso será possível chegar a uma média de quanto tempo dura cada novo produto – de acordo com os diferentes serviços entregues. Se preferir, você pode separar determinadas embalagens, ainda que do mesmo produto, para que sejam destinados para apenas um tipo de trabalho.

Outra alternativa é avaliar o consumo individual de cada um dos seus profissionais. Alguns podem utilizar uma quantidade superior ao necessário para um procedimento e gerar um desperdício que vai se refletir diretamente no seu lucro.

Mantenha sua equipe por dentro das novas técnicas

Estima-se que são gastos, em média, 80 litros de água por lavagem. Porém, procedimentos mais modernos provaram que é possível alcançar o mesmo resultado utilizando cerca de 15-30% menos água. Ou seja, técnicas obsoletas podem gerar um prejuízo duplo: um para você e outro para o meio ambiente.

Software para controle de estoque

A tecnologia está aí justamente para suprir as nossas necessidades. Você pode procurar uma empresa especializada, explicar as suas necessidades e solicitar o desenvolvimento de uma ferramenta que organize o seu estoque.

E você, como faz o controle do seu estoque? Conta pra gente nos comentários.

Controlar estoque salão

Maria Costa

Especialista atuante no mercado de beleza e estética.